Dieta da Proteína – Cardápio, Receitas

A dieta da proteína basea-se em eliminar basicamente todo o carboidrato da sua alimentação diária e focar-se em aumentar o consumo de alimentos que sejam ricos em proteína. Há várias receitas para a dieta da proteína ser realizada de forma eficiente e segura, por isso vamos informar neste artigo uma dieta de proteína.

Dieta da Proteína - Cardápio, Receitas
Dieta da Proteína – Cardápio, Receitas

Dieta da Proteína – Cardápio, Receitas

Nossa dica de dieta da proteína consiste apresentar alguns alimentos que podem e não podem ser consumidos e as receitas que você pode inventar e preparar durante o período da dieta. Esse tipo de dieta só funciona se for seguida à risca. Normalmente o resultado dessa reeducação é rápida, porém exige muito cuidado e observação de como seu corpo reage, pois nem todo mundo pode realizar essas dietas da moda.

Como já mencionado anteriormente, você deve tirar do seu cardápio, pelo menos durante os 10 primeiros dias de dieta, todos os carboidratos da sua alimentação. Nessa primeira fase, é permitido comer: carnes magras, peixes e frutos do mar, ovos, proteínas vegetais, laticínios de origem animal e vegetal. Café, chás, ervas, condimentos, vinagre e limão também estão liberados.

Sugestões de receita:

  • Café da manhã/tarde: uma panqueca de farelo de aveia no leite com ovos
  • Almoço/janta: bife de carne magra vermelha feito na frigideira com um ovo frito

Após os 10 dias, introduza aos poucos legumes. O ideal seria alternar dias só com proteínas e dias com proteínas e legumes por pelo menos mais 05 dias. Nestes cinco dias estão liberados: tomate, pepino, espinafre, rabanete, alho-poró, vagem, couve, aipo, aspargo, alface, acelga, berinjela, abobrinha, cenoura, beterraba.

Alimentos com carboidratos estão proibidos nesse primeiros 15 dias de dieta, como: arroz, batata, milho, ervilha, grão de bico, lentilha

Sugestões de receita:

  • Café da manhã/tarde: ovos mexidos com tomate e patê de beringela
  • Almoço/janta: carne branca magra feito na frigideira com um fio de olho e uma salada de tomate com pepino

Passado essa fase de 15 dias de transição e mudança brusca na alimentação, agora você poderá inserir outros alimentos à sua dieta, como: frutas (menos banana, uva e cereja), pão integral (até duas fatias diárias), duas fatias de queijo. Essa fase dura cerca de 40 dias ou mais.

Sugestões de receita:

  • Café da manhã/tarde: uma fatia de pão integral com patê de beringela e uma fatia de queijo
  • Almoço/janta: peixe assado com aspargo e uma salada de alface e cenoura

Para janta também é indicado consumir Sopas de Carne, visto que a sopa é super indicada à noite por ser um alimento fácil de digerir.

Essa é a fase final da dieta, mas se você seguiu certinho você perderá muito peso até aqui. Esta fase é para estabilizar seu peso e garantir que você não engorde mais. Sua alimentação deverá voltar ao normal de antes da dieta (com moderação) por 05 dias na semana. Nos outros dois dias, deverá ser a base apenas de proteínas, como na fase 01.

Toda e qualquer dieta deve ser feita com responsabilidade, sempre respeitando os limites do seu corpo e colocando sua saúde em primeiro lugar.

Equipe Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *